Notícias

"É uma verdadeira agonia." A filha do famoso enxadrista de Riga sobre o afastamento de paralímpicos russos
A filha do famoso grandmaster, campeão mundial Mikhail Tal - Zhanna Tal é uma pessoa ativa e apaixonada. Nas redes sociais monitora o que está acontecendo na Rússia, Letónia e no mundo, e muitas vezes dá seus comentários. Exatos como os movimentos do xadrez. Como os movimentos do xadrez, instigantes. Desta vez, em sua página no "Facebook" Zhanna Tal não poderia passar por decisão, destacada por seu cinismo monstruoso, de excluir totalmente o equipe paralímpico russo da participação nos Jogos Olímpicos. Aqui está o que ela escreveu: "O que estamos vendo agora é a agonia que foi predita por muitos. Atacar atletas saudáveis, é uma coisa. É desprezível, é nojento. Sim. Tentar de atacar o nosso presidente é algo patético e ridículo. Eles estão todos muito atrás dele. Por todas as qualidades. Atacar a Rússia na imprensa, chamando de todos os epítetos possíveis e acusando em todos os pecados possíveis, é primitivo. Especialmente contra o pano de fundo a falta de provas de todos os nossos "pecados". Mas, atacar as pessoas com deficiência, que superaram o sofrimento, dúvida e encontraram seu caminho na vida, apesar de tudo - é uma indicação de que a doença espiritual desses... nem quero dizer de quem.. tinha chegado a um ponto irreversível. Sem esperança de recuperação. E eles sabem disso. Eles sabem que eles não têm mais nada a perder. Por isso são perigosos. Porque, morrendo, eles tentam por todos os meios de empurrar-nos no mesmo abismo. E então o mundo inteiro ... Estou segura que a resposta a esta desumanidade será. E vai ser terrível. Mesmo se não fizer isso no início: hoje a situação é demasiado perigosa. Mas vai ser. E eles vão pagar. E nós só precisamos de entender mais uma vez: é uma agonia. A causa de impossibilidade de nos atrair para a guerra. Mantenha o Senhor os nossos atletas. Todo mundo que está lá agora ... Aqueles que se recusaram. Aqueles que são forçados a tomar neste momento decisões difíceis, filigranas – já não de desporte, más de política e fatídica. E aqueles que agem nessa situação infernal.



Estamos com vocês".

Made on
Tilda